O ministro da Economia, Paulo Guedes, avisou o presidente Jair Bolsonaro, que a economia do Brasil só aguenta mais 12 dias de isolamento, informa a Veja.

Ele recomendou ao presidente que estimulasse o retorno gradativo da atividade econômica em até duas semanas, para minimizar os efeitos da pandemia do coronavírus (Covid-19) nas contas do país e para conter o avanço do desemprego.

A avaliação de membros do ministério da Economia é de que a economia do país não suportaria passar pela crise se a recomendação de isolamento e estabelecimentos fechados perdure até depois do dia 7 de abril.

A data é vista como chave por integrantes graduados da equipe, para que o país consiga se recuperar, de forma mais rápida, dos impactos econômicos acusados pela pandemia

Siga a Gazeta Brasil no Instagram