quarta-feira, 21 de abril de 2021

Kill la Kill é intenso e divertido até o final (Crítica)

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 1

O anime Kill la Kill, lançado em 2013, pode ser uma ótima porta de entrada para quem gostaria de começar a se aprofundar na cultura Japonesa. Ele tem tudo que os animes normais tem, mas de uma forma mais leve e humorística, fazendo a experiência ser um tanto mais leve.

Contando com apenas uma temporada com cerca de 24 episódios, Kill la Kill mostra que dá para fazer um anime shounen (para jovens, com ação e aventura), lotado de fan service sem que ele seja muito sério. É possível até dizer que Kill la Kill é aquele anime que você veria enquanto almoça. Bobo, sem compromisso, mas que entrega uma história cheia de personagens marcantes e interessantes.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 2

A ação da show é presente do início ao fim, sempre sendo intensa e entregando lutas incríveis da protagonista contra um dos membros dos clubes escolares. A parte complicada do anime, que faz com que seja vergonhoso assisti-lo em público, é o fan service, que se refere as partes onde poucas roupas são usadas. Só de assistir a abertura de Kill la Kill já é possível entender sobre o que se trata.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 3

Mas esse ‘problema’ acaba sendo um ponto interessante no anime, pois isso se conecta com o resto da trama. Por ser um mundo onde um tecido especial é o que rege toda a hierarquia dos lugares, as roupas são de extrema importância. Os uniformes especiais, que dão poderes a quem os utiliza, são extremamente curtos e voltados para um lado mais… sensual.

Mas, como foi dito, Kill la Kill é um anime de humor. Então tudo isso faz parte da trama e vira piada dentro do roteiro. Até mesmo os personagens que vivem naquele universo não entendem porque as roupas são tão curtas e apertadas. Por elas terem vida (e até falarem com alguns personagens) as situações acabam sendo ainda mais engraçadas e sem sentido.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 4

Por fim, Kill la Kill se concretiza como um anime excelente e lotado de ação. Os personagens são carismáticos, divertidos e entregam cenas marcantes. Existe uma história por trás de cada um, por mais simples que seja. Sem dúvida, é por isso que ele segue sendo extremamente valorizado pelos fãs da cultura Oriental e é uma ótima porta de entrada para quem deseja conhecer mais sobre esse mundo mas não tem paciência para as obras convencionais.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 5
Lucas Mertens
Lucas Mertenshttps://gazetabrasil.com.br/
"Muitas ideias às vezes morrem sem nem ver a luz do dia" - Não sei nem quem disse isso, mas é uma frase muito boa. Criado em meio a muita cultura pop, sigo tentando mostrar para o mundo que não se pode ter vergonha de mostrar a sua opinião. Quem tem projetos e ideias, deve fazer acontecer e correr atrás, pois só assim que iremos realmente avançar. Não pare nunca!
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Últimos artigos