Foto: Câmara dos Deputados

Ouça essa matéria na integra

Além de aprovar o “Fundão Eleitoral” de R$ 1,8 bi e a volta da propaganda eleitoral na TV e no rádio, a Câmara dos Deputados aprovou, na noite desta terça-feira (3), a possibilidade de os partidos usarem dinheiro público para pagar advogados para integrantes (candidatos e ex-candidatos, eleitos ou não) envolvidos com corrupção.

A lei teve 263 votos a favor e 144 contra.

O texto também prevê que o dinheiro economizado por partidos que não utilizem o “Fundão”, seja dividido proporcionalmente para os outros partidos que vão utilizá-lo.