Foto: reprodução

Ouça essa matéria na integra

Rodrigo Maia voltou atrás e confirmou, nesta sexta-feira (08), que pretende deixar tramitar no Congresso a PEC que estabelece a prisão de condenados em segunda instância.

Durante coletiva do governo de São Paulo sobre a reforma da previdência no Estado, no Palácio dos Bandeirantes, o presidente da Câmara foi questionado por jornalistas sobre o tema:

“Eu já respondi, está nas colunas, é aquilo que está lá”, disse o parlamentar, afirmando que vai deixar tramitar a PEC.

A PEC deve tramitar, primeiro, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e, depois, em Comissão Especial.