Foto:Divulgação/Reprodução

O secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, confirmou na tarde desta quinta-feira (21), em coletiva de imprensa, que o governo vai prorrogar o Auxílio Emergencial, a trabalhadores informais.

Segundo ele, o desenho do ‘coronavoucher’ será outro e o valor, deu a entender, ficará próximo da média paga ao beneficiários do Bolsa Família, que é cerca de R$ 200.

“Chegaremos a uma solução intermediária, não com o mesmo perfil de hoje e com o referencial o valor trazido pelo Bolsa Família”, explicou Waldery.

“Nós estamos atentos para que o auxílio emergencial siga, mas de uma forma adequada a cada momento, atendendo os mais vulneráveis e respeitando as restrições fiscais que temos”.

Siga a Gazeta Brasil no Instagram