Nos siga em

O QUE ESTÁ PROCURANDO

Foto: Divulgação

Meio Ambiente

Redução de HCFCs Marca Avanço Significativo na Preservação da Camada de Ozônio

Marco importante na redução de gases nocivos (HCFCs), que destroem a camada de ozônio e agravam o aquecimento global. Um novo estudo revelou progressos significativos na redução dos níveis de produtos químicos na atmosfera que destroem a camada de ozônio da Terra, confirmando o sucesso de regulamentações históricas que limitaram sua produção. Os resultados, liderados pela Universidade de Bristol e publicados hoje na *Nature Climate Change*, mostram pela primeira vez um declínio notável nos níveis atmosféricos de substâncias destruidoras de ozônio (ODS), chamadas hidroclorofluorcarbonos (HCFCs). Esses gases também são potentes gases de efeito estufa, então sua redução também deve diminuir o aquecimento global.

O Protocolo de Montreal foi acordado internacionalmente em 1987 para introduzir controles sobre a produção e o uso de ODS, que eram amplamente utilizados na fabricação de centenas de produtos, incluindo refrigeradores, sprays aerossóis, espumas e embalagens. Os HCFCs foram desenvolvidos como substitutos dos clorofluorcarbonos (CFCs). Embora a produção de CFCs tenha sido banida globalmente desde 2010, a produção e o uso de HCFCs ainda estão sendo eliminados gradualmente. O autor principal, Dr. Luke Western, Marie Curie Research Fellow na Escola de Química da Universidade, disse: “Os resultados são muito encorajadores. Eles ressaltam a grande importância de estabelecer e aderir a protocolos internacionais.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

“Sem o Protocolo de Montreal, esse sucesso não teria sido possível, então é uma aprovação retumbante dos compromissos multilaterais para combater a destruição do ozônio estratosférico, com benefícios adicionais no combate às mudanças climáticas induzidas pelo homem.” O estudo internacional mostra que a quantidade total de cloro destruidor de ozônio contida em todos os HCFCs atingiu o pico em 2021. Como esses compostos também são potentes gases de efeito estufa, sua contribuição para a mudança climática também atingiu o pico nesse ano. Este máximo ocorreu cinco anos antes das previsões mais recentes. Embora a queda entre 2021 e 2023 tenha sido inferior a 1%, ainda assim mostra que as emissões de desses gases estão seguindo na direção certa.

Dr. Western disse: “A produção deles está atualmente sendo eliminada globalmente, com uma data de conclusão prevista para 2040. Em troca, esses HCFCs estão sendo substituídos por outro tipo de hidrofluorcarbonos (HFCs), porem não destrutores de ozônio e outros compostos. Ao aplicar controles rigorosos e promover a adoção de alternativas amigáveis ao ozônio, o protocolo conseguiu conter a liberação e os níveis de na atmosfera.” Os resultados dependem de medições de alta precisão em observatórios atmosféricos distribuídos globalmente, usando dados do Experimento Avançado de Gases Atmosféricos Globais (AGAGE) e da Administração Nacional Oceânica e Atmosférica (NOAA).

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

“Utilizamos técnicas de medição altamente sensíveis e protocolos rigorosos para garantir a confiabilidade dessas observações,” disse o coautor Dr. Martin Vollmer, cientista atmosférico dos Laboratórios Federais Suíços para Ciência e Tecnologia de Materiais (EMPA). O coautor Dr. Isaac Vimont, cientista de pesquisa da NOAA nos Estados Unidos, acrescentou: “Este estudo destaca a necessidade crítica de sermos vigilantes e proativos em nosso monitoramento ambiental, garantindo que outros gases controlados destrutores de ozônio e de efeito estufa sigam uma tendência semelhante, o que ajudará a proteger o planeta para as futuras gerações.”

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
Escrito Por

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Destaques

mega-sena

Economia

Na noite deste sábado (13), em São Paulo, foi realizado o sorteio do concurso 2.748 da Mega-Sena. O prêmio total para quem acertar as...

Mundo

O homem que abriu fogo contra a multidão em um comício de Donald Trump em Butler, Pensilvânia, ferindo o ex-presidente, matando um participante e...

trump biden trump biden

Mundo

Joe Biden falou com Donald Trump, após a tentativa de assassinato que o ex-presidente sofreu durante um ato de campanha eleitoral na Pensilvânia. Biden...

Destaques|Saúde

Estudo em moscas-da-fruta e camundongos identifica possível mecanismo por trás da fadiga muscular em COVID longo e outras doenças. Inflamação no cérebro após infecções...

Mundo

Donald Trump escapou por pouco de uma tentativa de assassinato enquanto discursava em um comício na Pensilvânia hoje, quando vários tiros foram disparados contra...

Biden Biden

Mundo

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, manifestou solidariedade neste sábado ao seu rival nas eleições após o atentado sofrido por Donald Trump durante...

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Brasil

Brasil

No Aeroporto Internacional de São José dos Campos (SP), está prevista a instalação do primeiro vertiporto da América Latina. Este local será destinado a...

Brasil

Na manhã deste domingo (14), faleceu o jornalista Sérgio Cabral, aos 87 anos. Além de jornalista, Sérgio era conhecido como escritor, compositor e pesquisador...

Netflix Netflix

Brasil

O Ministério Público de Minas Gerais, através do Procon, impôs uma multa administrativa de R$ 11 milhões à Netflix no Brasil. A decisão foi...

Brasil

O corpo do produtor musical Adileon Eva dos Santos está sendo velado neste domingo (14) no Cemitério Vila Nova Cachoerinha, após ter sido assassinado...

Pacheco Pacheco

Brasil

Durante sua participação na 19ª edição do Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo, promovido pela Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), o presidente do Senado,...

Brasil

Um acidente envolvendo um ônibus escolar com 26 estudantes ocorreu na cidade de Aurora, localizada no Vale do Itajaí, em Santa Catarina, conforme registrado...

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
Facebook
X\Twetter
LinkedIn
WhatsApp
Threads
Telegram
Reddit