CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, comparou nesta segunda-feira (17), durante evento organizado pelo Instituto Paranaense de Direito Eleitoral, o Brasil atual com a Itália fascista de Benito Mussolini.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O discurso do ministro do STF, durante o evento, foi permeado por referências a um “cavalo de Troia”, ou seja, uma ameaça oculta, que ele vê dentro da institucionalidade no Brasil.

Ele se referiu a políticos com mandato que acusam opositores de criminosos, espalham notícias falsas e estimulam a violência.

“Atentemos para aqueles que consideram os princípios constitucionais um estorvo”, afirmou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE