sábado, 10 de abril de 2021

‘Não é vacina da China, é vacina do Butantan’, diz Dimas Covas sobre vacina da China

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 1

O diretor do Instituto Butantã, Dimas Covas, foi disse na noite desta segunda-feira (14) contestou o rótulo de “vacina chinesa” da CoronaVac, vacina contra o novo coronavírus (covid-19) produzida pelo instituto em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac.

“Primeiro, que não se trata de uma vacina chinesa, é brasileira, do Instituto Butantan. É uma vacina que será incorporada ao portfólio do Butantan. E, em nenhum momento, essa vacina será como outras, absolutamente 100% chinesa”, disse Dimas, durante participação no programa “Roda Viva”, da TV Cultura.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 2

“A vacina de Astrazeneca é produzida na China, a matéria-prima é produzida em Wuhan, a matéria-prima que usamos é produzida em Beijing [Pequim, capital da China]. As duas fábricas, tanto da Sinovac como a que foi contratada pela Astrazeneca, foram inspecionadas recentemente pela nossa Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Esse é o ponto principal: o rótulo que foi colocado é absolutamente com a finalidade política e ideológica”, completou o diretor do Instituto Butantã.

Dimas Covas relacionou a desconfiança de alguns brasileiros no uso emergencial de vacinas no País com a “questão política” atrelada aos imunizantes contra Covid-19.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 3

“Ninguém quer uma vacina, ou pretende o uso de uma vacina, sem o devido registro. Agora, óbvio, a questão política, essa questão da discussão que aconteceu nos últimos meses, tem interferência nisso”, disse ele.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 5
Gazeta Brasil
Gazeta Brasilhttps://www.gazetabrasil.com.br
A Gazeta Brasil é um jornal brasileiro diário editado na cidade de São Paulo. Publica textos, fotos, vídeos no formato digital. Faz parte do grupo AZComm Comunicação e Eventos.
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Últimos artigos