Nos siga em

O QUE ESTÁ PROCURANDO

Últimas Notícias

Toffoli Propõe Nova Interpretação na Descriminalização da Maconha e julgamento é adiado

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, apresentou, nesta quinta-feira (20), uma nova interpretação sobre a descriminalização da maconha para consumo próprio, adiando mais uma vez o desfecho do julgamento. A discussão está programada para ser retomada na próxima terça-feira (26), em sessão extraordinária convocada pelo presidente da corte, Luis Roberto Barroso.

Antes do voto de Toffoli, o placar estava em 5 a 3. Com a nova posição do ministro, o placar provisório é de 5 a 3 a 1.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

O debate gira em torno do caráter criminal da posse da maconha para consumo próprio. Todos os ministros que votaram até agora, exceto Toffoli, consideram que a lei vigente criminaliza o usuário de maconha. Com base nesse entendimento, formaram-se duas correntes iniciais, resultando no placar de 5 a 3.

Cinco ministros (Gilmar Mendes, Rosa Weber, Alexandre de Moraes, Edson Fachin e Barroso) acreditam que o caráter criminal deve ser eliminado pelo STF, transformando o porte de maconha para uso próprio em um ilícito administrativo. Três ministros (Cristiano Zanin, André Mendonça e Nunes Marques) defendem a manutenção do caráter criminal.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Toffoli, por outro lado, argumenta que o porte de maconha não configura um ilícito criminal pela lei vigente, e que o caráter administrativo atualmente abrange também o porte para consumo de todas as demais drogas.

Durante quase duas horas de explicação na sessão plenária desta quinta-feira, Toffoli apresentou o histórico da proibição do uso de maconha no Brasil. Em determinados momentos, parecia que ele se juntaria à corrente majoritária pela descriminalização do uso da maconha. No entanto, seu posicionamento final gerou dúvidas entre os ministros e os espectadores.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Questionado por jornalistas após a sessão, Toffoli esclareceu: “Eu abri uma nova corrente. Qual é a corrente? O artigo 28 é constitucional. Ele é aplicável ao usuário, mas não tem natureza penal. Tem natureza administrativa. E mantém a justiça criminal como âmbito julgador”, explicou.

“Eu acho que depois dos outros dois votos proferidos [Luiz Fux e Cármen Lúcia], o presidente [Barroso] e o relator [Gilmar Mendes] vão adequar as posições de acordo com o que a maioria definir, para sair uma proposição mais unificada”, acrescentou Toffoli.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Os ministros ainda discutirão a quantidade máxima para diferenciar o usuário do traficante. A proposta mais aceita até o momento é a de um limite de 60 gramas ou seis plantas, sugerida por Alexandre de Moraes. Edson Fachin, apesar de favorável à descriminalização, defende que a quantidade máxima deve ser definida pelo Congresso Nacional. Toffoli compartilha dessa opinião, atribuindo ao Congresso a responsabilidade de estabelecer esses limites.

A sessão começou com um placar de 5 a 3, faltando um voto para formar maioria a favor da descriminalização. Antes do voto decisivo de Toffoli, houve uma tensão entre Barroso e Mendonça. Barroso foi interrompido por Mendonça enquanto relatava um telefonema do presidente da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom Jaime Spengler, sobre a preocupação com a ampliação do acesso à maconha. “Estamos passando por cima do legislador caso a votação permaneça com essa votação que está estabelecida”, disse Mendonça, opondo-se à alegação de Barroso de que a CNBB foi vítima de desinformação.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

“O Supremo não está legalizando drogas. O STF considera, tal como a legislação em vigor, que o porte de drogas, mesmo para consumo pessoal, é um ato ilícito. Consideramos, coletivamente, que drogas ilícitas são ruins. O consumo de maconha continua a ser considerado um ato ilícito, porque essa é a vontade do legislador. O que estamos discutindo é se esse tema deve ser tratado com um ato de natureza penal ou administrativa”, afirmou Barroso antes da intervenção de Mendonça.

Alexandre de Moraes e Nunes Marques participaram da discussão. Moraes defendeu a descriminalização, citando a diferença na aplicação da lei entre negros e brancos. Nunes Marques, por sua vez, defendeu a manutenção da natureza penal do ilícito, argumentando que isso preserva o caráter inibitório da conduta e evita a entrada de entorpecentes nas famílias brasileiras.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

A relatoria do caso é do ministro Gilmar Mendes. Em 2015, quando o julgamento começou, ele propôs a descriminalização de qualquer tipo de droga para consumo próprio, mas posteriormente alterou seu voto para permitir apenas o uso de maconha.

A divergência foi aberta por Cristiano Zanin, que votou por manter o caráter criminal do porte de maconha, mas com a fixação de um limite de 25 gramas ou 6 plantas fêmeas para diferenciar o consumo pessoal do tráfico. Esse voto foi seguido integralmente por Nunes Marques e parcialmente por André Mendonça, que defende um prazo de 180 dias para que o Congresso defina a quantidade máxima. Durante esse período, Mendonça sugere um limite provisório de 10 gramas.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

O Recurso Extraordinário (RE 635659) questiona a constitucionalidade do artigo 28 da Lei de Drogas (Lei 11.343/2006), que prevê sanções alternativas para quem compra ou porta entorpecentes para uso próprio. Especificamente em relação à maconha, o STF decidirá se deve ou não eliminar parte dessas sanções, que atualmente incluem prestação de serviços à comunidade, advertências e medidas educativas.

O caso teve origem em 21 de julho de 2009, quando o mecânico Francisco Benedito de Souza foi encontrado com 3 gramas de maconha dentro do Centro de Detenção Provisória de Diadema (SP). Ele foi condenado à prestação de dois meses de serviços comunitários pelo Tribunal de Justiça de São Paulo. A Defensoria Pública do estado recorreu, mas não conseguiu reverter a sentença, levando o caso ao STF.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
Escrito Por

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Destaques

mega-sena

Economia

Na noite deste sábado (13), em São Paulo, foi realizado o sorteio do concurso 2.748 da Mega-Sena. O prêmio total para quem acertar as...

Mundo

O homem que abriu fogo contra a multidão em um comício de Donald Trump em Butler, Pensilvânia, ferindo o ex-presidente, matando um participante e...

trump biden trump biden

Mundo

Joe Biden falou com Donald Trump, após a tentativa de assassinato que o ex-presidente sofreu durante um ato de campanha eleitoral na Pensilvânia. Biden...

Destaques|Saúde

Estudo em moscas-da-fruta e camundongos identifica possível mecanismo por trás da fadiga muscular em COVID longo e outras doenças. Inflamação no cérebro após infecções...

Mundo

Donald Trump escapou por pouco de uma tentativa de assassinato enquanto discursava em um comício na Pensilvânia hoje, quando vários tiros foram disparados contra...

Biden Biden

Mundo

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, manifestou solidariedade neste sábado ao seu rival nas eleições após o atentado sofrido por Donald Trump durante...

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Brasil

Brasil

O corpo do produtor musical Adileon Eva dos Santos está sendo velado neste domingo (14) no Cemitério Vila Nova Cachoerinha, após ter sido assassinado...

Pacheco Pacheco

Brasil

Durante sua participação na 19ª edição do Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo, promovido pela Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), o presidente do Senado,...

Brasil

Um acidente envolvendo um ônibus escolar com 26 estudantes ocorreu na cidade de Aurora, localizada no Vale do Itajaí, em Santa Catarina, conforme registrado...

Brasil

Neste sábado (13), após o presidente Donald Trump ser retirado de um comício na Pensilvânia, com ferimentos no rosto e nas mãos, líderes políticos...

Nordeste clarão Nordeste clarão

Brasil

Na madrugada deste sábado (13), por volta das 0h10, o céu nordestino foi iluminado pela queda de um meteoro, que proporcionou um espetáculo de...

Brasil

O ex-técnico da Seleção Brasileira, Dunga, e sua esposa, Evanir Miller da Silva Verri, ficaram feridos neste sábado (13) após o carro em que...

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
Facebook
X\Twetter
LinkedIn
WhatsApp
Threads
Telegram
Reddit