O presidente nacional do Partido Progressista (PP), senador Ciro Nogueira, celebrou a anulação da condenação do ex-presidente Lula (PT) no caso do triplex no Guarujá. Para ele, a possível participação do petista na eleição de 2022 vai favorecer a reeleição de Bolsonaro.

“Na prática, acho que cria uma disputa entre os dois extremos. É muito difícil se viabilizar alguma coisa intermediária. Acho que até consolida muito a chance de vitória do presidente. É difícil o país voltar ao comando do PT”, disse o senador ao jornal o Globo.

Segundo ele, “para a história do Lula não é bom ele disputar essa eleição”, porque “a chance de vitória dele é muito pequena”.

“Força de Lula está mais fraca até no Nordeste”

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 2

“É um homem que sofreu muito, perdas até familiares, muito fortes, por conta desse processo… (Não sei) se ele vai vir com essa mesma vontade e vender a mesma esperança que vendeu lá em 1989 até chegar à Presidência da República. Acho que ele não é mais aquele Lula lá, não, que vende essa expectativa. Hoje o Bolsonaro rivaliza muito na identificação que ele tem com a população do Nordeste”, afirmou Ciro Nogueira.

Condução de Bolsonaro na pandemia

“Acho que o presidente que vai ser eleito não é o de hoje, é o do próximo ano. Se até lá as pessoas tiverem vacinas, a gente tiver virado essa página, as pessoas costumam votar no que está acontecendo no dia, não no que aconteceu no passado, então não vejo possibilidade de o presidente chegar fraco nas eleições. Acredito que ele vai ser reeleito, e agora com essa situação tem chance de ganhar até no primeiro turno”, disse Nogueira.