sábado, 10 de abril de 2021

Ex-assessor do governo Dilma tem nova condenação por abuso sexual de menor

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 1

O juiz Sidnei Dal Moro, da Comarca de Realeza, do Paraná, condenou Eduardo Gaieski, ex-assessor da Casa Civil da Presidência durante o governo de Dilma Rousseff, a 11 anos de prisão em regime fechado, por estupro de menores. Esta foi a nona condenação de Gaievski, que agora tem pena somada de 112 anos de cadeia, relata a revista Veja.

Subordinado à então ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann no Palácio do planalto, Gaievski cuidava de programas sociais do governo para crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade. Ele foi prefeito de Realeza pelo PT.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 2

Gaievski está preso desde 2013, e cumpre a pena na Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (Apac), em Barracão, também no sudoeste. De acordo com as denúncias do Ministério Público (MP), ele aliciava as adolescentes oferecendo empregos na prefeitura de Realeza na época em que era prefeito.

De acordo com depoimento das vítimas, o petista pagava entre 150 e 200 reais a meninas pobres da cidade em troca de favores sexuais. Ele sempre negou as acusações.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 5
Gazeta Brasil
Gazeta Brasilhttps://www.gazetabrasil.com.br
A Gazeta Brasil é um jornal brasileiro diário editado na cidade de São Paulo. Publica textos, fotos, vídeos no formato digital. Faz parte do grupo AZComm Comunicação e Eventos.
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Últimos artigos