Propaganda

Novo secretário de Segurança de MG defende posse de armas e ‘contenções ao STF’

De perfil conservador, o novo secretário de Justiça e Segurança Pública de Minas Gerais (Sejusp), Rogério Greco, é defensor do posse de armas e crítico ferrenho do STF. Ele vai substituir o general Mário Lúcio Araújo no comando da Sejusp e tomará posse na próxima segunda-feira (1°).

A informação da troca foi divulgada nesta segunda-feira (25) pelo governo estadual.

Greco é ex-procurador de Justiça de MG, professor de direito penal, palestrante e compõe o corpo de colunistas do site Terça-Livre.

Em entrevistas divulgadas em suas redes sociais, o ex-procurador faz críticas à atuação do STF. Em um dos vídeos, o jurista chegou a dizer que há  um “ativismo político” dentro do STF e que, muitas vezes, as decisões da Corte fogem do que é previsto na Constituição. 

“O ativismo judicial do STF não tem limite. O Supremo quer administrar o país e legislar. Temos que fazer uma mudança na Constituição que crie contenções para o STF”, afirmou em um dos vídeos em sua rede social.

Inclusive, Greco já chegou a defender a prisão em flagrante do ministro do STF Gilmar Mendes. As declarações foram feitas, em agosto de 2019,  durante participação dele no 4° Simpósio Nacional de Combate à Corrupção em Salvador.

Em sua fala durante o evento, ele defendeu que o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, coloque pedidos de afastamento dos magistrados para votação.

“Se isso acontecer, vamos ficar livres de, no mínimo, dois ministros”, disse, citando depois Gilmar Mendes e o presidente da Corte na época, Dias Toffoli.

“Nós tiramos dois presidentes da República e não conseguimos tirar um presidente que é evidentemente suspeito?”, questionou.

Outra pauta bastante defendida por Greco é a respeito da legalização do porte das armas. Em uma entrevista para a rádio Jovem Pan, em 2019, Greco defendeu a liberação de armas para a população civil no país.  “O bandido respeitava a polícia. Hoje, o policial virou o troféu”, afirmou. Na mesma entrevista, o jurista discorda da orientação de não reagir a assaltos. “O conselho de não reagir valia para 40 anos atrás. Hoje, eles atiram em mulher, atiram se você virar as costas”, explicou.

Greco é natural do Rio de Janeiro e tem 57 anos. Por 30 anos foi procurador de Justiça do Ministério Público de Minas Gerais (MP-MG). Atualmente é professor e é  autor de alguns livros, muitos ligados ao direito penal.

O novo secretário é pós-doutor pela Universidade de Messina, na Itália, doutor pela Universidade de Burgos, na Espanha, mestre em Ciências Penais pela Faculdade de Direito da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG); e formado pela National Defense University em combate ao crime organizado transnacional e redes ilícitas na América. Greco também é palestrante.

Próxima postagem

Siga a Gazeta no Telegram

Boletim Diário

Receba as principais notícias e

termine o dia bem-informado.

Propaganda

Bem vindo de volta!

Faça login na conta

Criar nova conta!

Preencha o formulário para se registrar

Recupere sua senha

Insira os detalhes para redefinir a senha

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?