O presidente do STF, Dias Toffoli, durante abertura do Simpósio Nacional da Frente Associativa da Magistratura e do Ministério Público sobre Direito e Democracia.

Ouça essa matéria na integra

Após recuar no acesso a relatórios do Coaf sobre 600 mil pessoas e empresas,  o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli também desistiu, nesta terça-feira (19), de obter cópias de Representações Fiscais para Fins Penais emitidas pela Receita nos últimos três anos.

Toffoli Afirmou que o órgão já prestou as informações necessárias para o julgamento de amanhã que poderá restringir o compartilhamento de transações suspeitas, captadas pelos órgãos de controle, com o Ministério Público (MP).

Como os documentos já foram encaminhados ao STF, o presidente da Corte decidiu mandar devolvê-los à Receita.