CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Penduricalhos do Judiciário

O Judiciário brasileiro gastou R$ 6,2 bilhões com penduricalhos pagos aos seus servidores, juízes, desembargadores e ministros em 2019, de acordo com dados do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Isso representa 6,9% de todo o gasto com pessoal no ano.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo o relatório Justiça em Números, elaborado pelo CNJ e divulgado nesta terça-feira (25), o Judiciário gastou R$ 90,8 bilhões com pessoal em 2019.

Mas 86% dos gastos correspondem aos salários dos funcionários, de acordo com o documento. O resto são benefícios, como auxílio-moradia, auxílio-saúde e coisas do tipo, gastos eventuais com terceirizados e estagiários e “indenizações”, como reembolsos de passagens e diárias.

O Judiciário gastou ainda mais com as tais “indenizações” do que com estagiários, por exemplo: foram R$ 2,1 bilhões com passagens e diárias e R$ 731 milhões com estagiários.

 
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE